*Por Bruno Fernandes Bernardes, instrutor de Yoga Bodytech

A prática de yoga serve para todos, mas ao mesmo tempo não é para qualquer um: é preciso ser forte para ser um praticante. Conheça os motivos:

1. O yoga ensina a lidar com os sentimentos que emergem durante as práticas. Algumas posturas despertam sensações boas e outras surgem para que aprendamos a nos modificar e sermos melhores.

2. Dentre os sentimentos, o medo e a frustração são os mais frequentes, pois as posturas criam desafios. Superá-los ou se contentar com a situação presente –que pode não ser a esperada– são bastante importantes;

3. Yoga é um processo de melhoria de longo prazo, de mudança de paradigmas, de estilo de vida. Gera tempo e paciência para que seus benefícios sejam atingidos.

4. Brigar com as posturas faz apenas com que elas sejam mais difíceis e sofridas. Aprender a lidar e a respeitar o corpo é uma das lições mais importantes que o Yoga ensina.

5. Nem sempre a força é a melhor amiga da prática. Ser inteligente, escutar o corpo, entender o espaço ocupado pelo corpo e não desperdiçar energia desnecessariamente fazem parte da filosofia.

6. Alongamento sozinho também não faz muita coisa. O equilíbrio dos sistemas do corpo é que faze a diferença: força, alongamento, inteligência. Uma pessoa muito alongada que não tem controle das suas articulações pode até machucar seu corpo.

7. Quando o corpo inteligente se une à mente e desperta a consciência, o Yoga está presente. Independentemente da linha escolhida, mantenha-se presente e não permita que a prática seja apenas uma distração, mas sim uma viagem interna, fazendo de você melhor a cada dia.

Boas práticas!