Dezembro já começou e o verão está batendo na porta. Com a exposição solar nos dias mais quentes, muita gente sofre com a ardência após um dia na praia ou piscina. Por isso, seja na praia, na piscina, na cachoeira ou praticando esportes ao ar livre a atenção redobrada com a pele é essencial. Apesar dos benefícios do sol para a saúde — que envolvem a redução nas chances de desenvolver depressão e reforço da imunidade —vale ficar atento à exposição solar sem fotoproteção.  

Proteção no verão é essencial

Provavelmente você cresceu com a máxima de que pele bronzeada é sinal de saúde. E, verdade seja dita, ainda temos muito o que aprender sobre ficar com marquinha de biquíni, principalmente quando isso pode ser uma porta de entrada para o câncer de pele. “E, como tudo em excesso faz mal, vale ficar atento aos riscos da exposição constante ao sol”, pontua a dermatologista Fernanda Porphirio da Clínica Vanité.

No Brasil, o câncer de pele não melanoma é o tumor mais frequente em ambos os sexos. De acordo com a especialista mesmo que você fique exposto ao sol por um curto período, é necessário se prevenir com um produto que apresente FPS de, no mínimo, 30 e tenha cobertura contra raios ultravioletas (UVA e UVB). Importante lembrar que o bloqueador solar deve ser aplicado de forma uniforme. “Uma das regras recomendadas é a da “colher de chá”, uma medida no rosto e uma em cada um dos membros superiores. Duas para o tronco e para cada um dos membros inferiores”, explica Fernanda.

Confira algumas dicas para aproveitar melhor a estação 

No verão o cuidado deve ser redobrado para você curtir o calor sem se preocupar, enquanto mantém a pele saudável. Pensando nisso, a dermatologista Fernanda Porphirio deu dicas eficazes para quem quer aproveitar a estação mais quente do ano com moderação e sem ardência. 

Escolha o melhor horário para tomar sol

Evite se expor em horários de maior incidência dos raios ultravioleta. Para praia e piscina é mais adequado ficar ao sol antes das 10h ou após às 16h. E uma dica importante é você ter em mente que não vai pegar todo o bronzeado de uma vez só. “Aumente gradativamente o tempo de exposição, assim você conseguirá se bronzear de forma mais saudável e diminuir a chance de descamar a pele”, afirma Porphirio.

Abuse do filtro solar

O bom e velho protetor solar deve ser seu companheiro inseparável. O protetor solar deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição e reaplicado durante o dia. Se tiver contato com água, sempre passe o produto em seguida. O filtro precisa de um tempo para aderir à pele. No entanto, vale lembrar que há aqueles que aplicam o filtro e, mesmo assim, ficam com a pele vermelha. “Se você passar quando já estiver no sol, a sua chance de queimadura aumenta”, explica a dermatologista. 

Use acessórios para proteger sua pele

Cabeça, mãos, rosto e principalmente a região dos olhos são alguns exemplos de partes do corpo que demandam proteção redobrada. Então aposte em acessórios para aumentar essa proteção, como chapéu, boné e óculos. E não se esqueça da roupa UV e barraca de praia.

Hidratação é fundamental

Mantenha seu corpo e pele hidratados. Beber muito líquido é extremamente importante para manter a pele hidratada de dentro para fora. Pode ser água de coco, mineral ou sucos naturais, só não vale bebida alcoólica! Mesmo combinando com esse clima de verão, o álcool surte o efeito contrário, desidratando a pele — então, se for beber aquela cervejinha na praia, não se esqueça de beber água na mesma proporção.

Além disso, faça uso de hidratantes corporais. “Os hidratantes agem reparando o dano solar, retendo água e nutrientes à pele. Por isso, aplique-o após a exposição”, recomenda Fernanda. Ele ajuda a evitar o ressecamento da pele fazendo com que ela não descasque e a mantém o bronzeado.

Leia mais sobre 7 segredos de como cuidar do cabelo no verão.