Triatleta de 65 anos vai pedalar 650 km em três dias dentro da BT

//Triatleta de 65 anos vai pedalar 650 km em três dias dentro da BT

Triatleta de 65 anos vai pedalar 650 km em três dias dentro da BT

Para comemorar a vida a todo vapor aos 65 anos, Marcos Maia decidiu que iria completar 1 km de corrida, 10 km de bicicleta e 0,1 km de natação em 2017. Parece fácil, não é? Agora multiplique por 65! É isso mesmo. No total, são 65 km correndo, mais 6.500 m nadando e 650 km pedalando. Essa última, ele vai completar ainda esta semana dentro da Bodytech Icaraí.

Seja agora, na vida de triatleta, ou durante os 11 anos de karatê, que praticou na juventude, o economista sempre gostou de se desafiar e ultrapassar os próprios limites. Mas a rotina corrida da profissão e de pai de três filhos o afastou por uma década do esporte.

Foi através do filho Pedro, em 2014, que Marcos começou a correr. O empurrãozinho do filho aconteceu depois que Pedro começou a praticar triátlon. A partir disso, o pai surpreendeu e foi muito mais longe do que ele mesmo e todo mundo ao seu redor imaginavam.

O estalo que transformou Marcos em um triatleta depois dos 60 anos aconteceu em uma viagem à Brasília, quando foi assistir o filho competir no Iron Man. “Na largada, quando eu vi 2.000 caras entrando no lago, eu me arrepiei. Acabou a prova e eu disse para o Pedro: ‘ano que vem eu vou estar aqui também, mas participando’. Ele me disse que não era assim, que ele estava se preparando há muito mais tempo…”, conta o economista.

Contra todas as previsões, Marcos aprendeu a nadar em piscina nas aulas do experiente instrutor Walnir Cruz, começou a fazer musculação e voltou no ano seguinte, completou a prova e desde então não parou mais.

Treinando todos os dias, ele coleciona medalhas na sua categoria em provas internacionais e participações em campeonatos Iron Man pelo Brasil e pelo mundo.

Cheio de planos para 2018, – Marcos vai estar no IronMan de Chattanooga, no Tenneesse, e no IronMan 140.6 de Florianópolis  – ele não pensa em diminuir o ritmo: “o triátlon me salvou.”

A equipe Bodytech deseja toda a sorte e toda a disposição desse mundo para o Marcos!

Por |2018-11-07T20:35:45+00:0020/12/2017|

Sobre o Autor: