A tensão pré-menstrual, conhecida pela sigla TPM, é o período anterior à menstruação em que podem surgir sinais físicos e emocionais como inchaço nos seios, tristeza, irritabilidade, agitação e um grande desejo por comer doces. Apesar de parecer algo único e universal, a TPM varia muito de mulher para mulher. Além disso, há épocas em que a mulher sofre com os sinais e em outras pode sentir nada diferente. O Blog da BT conversou com a Dra Camila Bonacordi, graduada em Medicina pela (FMABC) para tirar algumas dúvidas sobre o assunto. 

De acordo com os especialistas, acredita-se que a principal causa da TPM é a oscilação hormonal que acontece antes da menstruação, devido à queda dos hormônios sexuais. “Durante o período fértil, todo mês o corpo da mulher é preparado para uma ovulação e possível gestação. Entre os dias 14 a 16, ocorre a elevação do estrogênio até seu pico com a ovulação. Após a ovulação, as taxas de progesterona aumentam, atuando no endométrio (camada interna do útero), estimulando seu crescimento. Depois dos 14 dias, não havendo fecundação, haverá uma queda da progesterona e do estrógeno e o endométrio começa a descamar em forma de menstruação. Essa queda hormonal pode causar alterações de humor, dores de cabeça, dores nas mamas, entre outros”, explica Camila.

Conheça os tipos de TPM 

Já se sabe que a tensão pré-menstrual possui mais de 150 efeitos colaterais físicos e psicológicos e pode ser classificada em cinco tipos diferentes. 

TPM tipo A

Relacionada com a ansiedade, ela acontece com a queda do estrogênio, liberando mais cortisol e adrenalina e colaborando para o surgimento do estresse. Os principais sintomas da TPM tipo A são ansiedade, tensão, dificuldade para dormir e alteração de humor.  

TPM tipo C

Relacionada com a compulsão alimentar,  a TPM tipo C  recebe esse nome porque varia de craving, que em português significa desejo. Sinais como dores de cabeça e desejo por alimentos gordurosos e doces são comuns. Ela está muito atrelada a mecanismos de recompensa. Quando comemos um alimento rico em gordura ou açúcar, algumas áreas do cérebro são ativadas, proporcionando sensação de prazer.

TPM tipo D

Esse tipo está relacionado a mudanças emocionais. Raiva sem motivo aparente, falta de concentração e baixa autoestima são características. Essas sensações são o resultado da redução de serotonina, hormônio responsável pela regulação do humor, do sono e das emoções.

TPM tipo H

A TPM do tipo H possui esse nome por estar atrelada à hidratação. Esse tipo de TPM pode causar retenção de líquido, gerando ganho de peso, inchaço nas mãos, pés e abdômen, além de sensibilidade e inchaço na mama.

TPM tipo O

Existem outros sinais menos comuns que estão envolvidos com a TPM, que foram reunidos no grupo O, classificado como “outros”. Reações alérgicas, náuseas e alterações intestinais são alguns exemplos destes sinais. 

Dicas para amenizar os sintomas da TPM

  1. Pratique atividades físicas que proporcionam bem-estar, como passeios, caminhadas, corridas, entre outras.
  2. Redobre os cuidados com a pele. Com o aumento da oleosidade da pele nessa fase, o surgimento da acne é comum.
  3. Diminua a ingestão de sal, já que ele colabora para a retenção de líquido.
  4. Tente se alimentar melhor, comer pratos coloridos e descansar. 
  5. Busque refletir sobre o porquê da sua irritação ou tristeza. Muitas vezes, existem outros motivos que podem estar gerando essa sensação e que nada têm a ver com a TPM.