*Por Gabriel Alvarenga, nutricionista consultor Bodytech Rio de Janeiro e Brasília

Velha conhecida das mulheres, a TPM (tensão pré-menstrual) acarreta sintomas físicos, como inchaço, dores de cabeça e mudança de apetite, além de mudanças comportamentais, como irritabilidade, depressão, variações de humor, fadiga e dificuldade de concentração. Todos esses sintomas parecem estar relacionados à deficiência de serotonina no período pré-menstrual.

Mas existem maneiras de driblar esse desconforto!

Estudos demonstram que a melhor terapia é a alimentação balanceada aliada a suplementos, exercícios e redução do estresse. Mulheres que se exercitam sofrem menos de TPM do que mulheres sedentárias. Especialmente as atividades físicas aeróbicas parecem ajudar bastante no controle da oscilação do humor.

Suplementos vitamínicos e minerais também parecem diminuir os efeitos da TPM. Cálcio, magnésio, piridoxina (vitamina B6) e alguns óleos ricos em ácido graxo linoleico e ômega 6 se mostram eficazes para melhorar as variações do humor nesse período, além de reduzirem cólicas e retenção de água. Porém, as dosagens podem variar de pessoa para pessoa, ficando a critério do nutricionista e/ou do médico.

Veja outras dicas de alimentação para esse período:
Evite o consumo exagerado de sal, açúcar e alimentos gordurosos e frituras;
– A cafeína parece aumentar ainda mais a irritabilidade e a sensação de seios doloridos, portanto evite a ingestão de café, chá preto, mate, guaraná, refrigerantes à base de cola e chocolate;
– Inclua alimentos diuréticos na dieta, como alface, pepino, aipo, salsinha, alcachofra, melancia, tomate, melão, morango e abacaxi;
Use mais fibras, como frutas com casca, verduras e legumes crus, pães integrais, grãos, cereais integrais, farelo de trigo e linhaça;
– Saiba que vinho, chocolate, embutidos (salame, presuntos, salsichas), queijos amarelos, molho shoyu e temperos industrializados são prováveis ativadores de enxaqueca;
– Consuma mais peixe e deixe um pouco de lado a carne vermelha. 

Se possível, faça massagens relaxantes e drenagem linfática, que estimulam a circulação sanguínea, facilitando o retorno de sangue e reduzindo o inchaço característico desta fase.
E não se esqueça, ATIVIDADE FÍSICA!!!