Qual a diferença entre fome e vontade de comer?

//Qual a diferença entre fome e vontade de comer?

Qual a diferença entre fome e vontade de comer?

*Por Priscilla Martins, endocrinologista

Comer é uma atividade que relacionamos ao prazer e bem-estar. Isso acontece pelo chamado sistema de recompensa e nem sempre conseguimos diferenciar quando comemos por fome ou por gula, não é mesmo?

A fome é responsável por manter a homeostase do organismo, o que garante o equilíbrio entre a energia consumida e a necessária para os processos metabólicos. Uma rede de mecanismos homeostáticos sinaliza ao cérebro alertando que é preciso mais energia. Assim, o cérebro elabora uma resposta ao corpo: sentimos fome e nos alimentamosPodemos até ‘sentir’ o estômago roncando.

Nessa situação, há aumento da produção da grelina, o hormônio da fome, que ‘sinaliza’ que seu corpo precisa de energia. Se comer uma fruta, por exemplo, provavelmente vai ficar satisfeito porque após nos alimentarmos, a leptina, hormônio da saciedade, será liberada para, entre outras funções, reduzir o nosso apetite e ‘avisar’ ao nosso cérebro que já podemos parar de comer.

Mas se a sua ‘fome’ é um desejo de comer um alimento específico, você pode estar comendo por uma questão emocional, a chamada ‘gula’. E por que isso acontece? O apetite é muito sensível ao sabor dos alimentos, além do fato de que alimentos ricos em gordura e açúcar, geralmente pobres em nutrientes, proporcionam uma sensação de prazer. E essa relação confunde bastante o cérebro, através dos aromas, texturas e sabores que trazem boas lembranças ou despertam emoções que podem influenciar as nossas escolhas.

E essas experiências também estão ligadas ao nosso estado emocional. Frustações ou estresse podem tirar completamente nosso apetite ou nos fazer buscar consolo e conforto na comida. Isso varia de pessoa para pessoa. Os estudos sobre o apetite já revelaram que há vários fatores envolvidos: genético, ambiental, comportamental, de acesso à oferta de alimentos e outros.

Saber diferenciar essas duas sensações e reconhecer os gatilhos de cada uma pode ajudar a se manter no controle. Praticar atividades físicas ajuda a aliviar a ansiedade e eliminar o estresse.

Por |2018-11-07T20:25:00+00:0011/04/2018|

Sobre o Autor: