Com a redução no intervalo de cinco para quatro meses entre a segunda e a terceira dose da imunização contra a Covid-19 no Brasil, o momento do reforço chegou ou está chegando para mais grupos neste início de 2022. Por isso, a dúvida sobre ser ou não recomendado treinar após a vacinação voltou à lista dos termos mais procurados nos sites de pesquisa. Mas afinal, é prejudicial se exercitar no dia ou na semana que a vacina foi aplicada?

Em uma conversa com Eduardo Netto, diretor técnico da Bodytech e professor de Educação Física há mais de 25 anos, fica claro que a resposta certa para esse pergunta seria depende. Isso vai variar de acordo com as reações que a pessoa está sentindo. “Por bem-estar, é necessário antes de treinar ficar atento se você não está mais sentindo reações à imunização”, explica. O conselho seria esperar essas reações passarem e voltar normalmente aos treinos. É importante reforçar que não há evidências de que o exercício logo antes ou logo após a vacinação afeta a eficácia da vacina.

De acordo com Netto, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, lista as seguintes efeitos comuns no corpo à vacina: dor, vermelhidão e inchaço no local da injeção; fadiga; dor de cabeça; dor muscular; arrepios; febre; náusea. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz),  pessoas que sentirem reações comuns podem tomar analgésicos e antitérmicos.