*Luiz Gustavo P. Verissimo nutricionista consultor Bodytech Praia Posto 6 (Rio de Janeiro)

Muito popular nos Estados Unidos, a pasta de amendoim pode ser uma ótima aliada da sua dieta, seja qual for seu objetivo. Este alimento é saboroso, nutritivo, barato e faz bem para a saúde. Algumas pessoas pensam que a pasta de amendoim “é muito gordurosa e engorda” e acabam evitando-a. Ela tem, no entanto, uma quantidade boa de proteína, gordura insaturada (ácidos graxos mono e poli-insaturados), vitaminas A e E, cálcio, magnésio, zinco, ferro e polifenóis, antioxidantes que auxiliam no combate de radicais livres no organismo. Na prática, isso significa mais energia, disposição, redução no risco de lesões e de fadiga muscular.

A pasta de amendoim é, de fato, altamente calórica, mas pode se encaixar na sua alimentação e trazer benefícios para a atividade física, desde que usada com critérios. Ela contém 1g de fibra por colher de sopa, e a fibra dá a sensação de saciedade, que pode nos ajudar a comer menos, sem sentir fome. Ela também atua nos movimentos intestinais, ajudando a reduzir os problemas de prisão de ventre.

Muitas pastas ou manteigas de amendoim industrializadas, porém, contêm açúcar refinado, sal e gordura hidrogenada. Por isso, atenção: não confunda a pasta de amendoim com os cremes vendidos em supermercados que levam até doce de leite na composição. Para uma dieta saudável, procure versões naturais ou similares que não contenham esses aditivos. O ideal é que a pasta de amendoim seja feita única e exclusivamente de amendoins, sem sal, açúcar ou óleos.

Cuidado também com os acompanhamentos: combine a pasta com pão integral, tapioca, farinha de aveia ou linhaça, quinua, shakes nutritivos ou misture com maçã, banana ou batata doce cozida.

Saborosa e versátil, a pasta pode ser usada na preparação de diversos lanches, panquecas, bolos, biscoitos ou consumida sozinha. Como já citado, por ter alto valor energético, a pasta de amendoim deve ser consumida com moderação, de preferência antes do treino ou no café da manhã. Dessa forma, ela se torna um alimento extremamente saudável e que pode ser muito útil quando utilizado de maneira correta. Por isso, o ideal seria procurar um profissional especializado, como um nutricionista, que pode mostrar qual a quantidade necessária para cada tipo de pessoa e objetivo.