Outubro Rosa: combater a obesidade é combater o câncer de mama

//Outubro Rosa: combater a obesidade é combater o câncer de mama

Outubro Rosa: combater a obesidade é combater o câncer de mama

*Por Daiane Spitz, nutricionista consultora Bodytech

Outubro é o mês de conscientização sobre o câncer de mama. Além do estímulo para a realização de exames de rastreamento, questões relacionadas ao estilo de vida também devem ser abordadas.

Segundo documento publicado pelo World Cancer Research Fund, órgão internacional que estuda a ligação direta entre câncer e dieta, controle do peso e atividades físicas, a prática de exercícios e a amamentação são fatores protetores para o câncer de mama. Em contrapartida, o consumo de bebidas alcoólicas, o excesso de gordura corporal e o ganho de peso na vida adulta são fatores de risco convincentes para a doença em mulheres na pós-menopausa, ou seja, existem evidências científicas suficientes que comprovam tal relação.

Destaco o papel da gordura corporal diante da epidemia da obesidade que acomete o país e o mundo. O excesso de gordura corporal faz com que a produção de “hormônio feminino” se mantenha alta mesmo após a menopausa, através da conversão de androstenediona em estrona no tecido adiposo. Somada à exposição hormonal prolongada, a hiperinsulinemia em obesas pode aumentar o risco de câncer de mama, pelo estímulo a proliferação celular e processos anabólicos.

Portanto, o Outubro Rosa deve servir de reflexão para mudanças de hábitos que apresentam benefícios na composição corporal e que vão muito além da estética!

O planejamento alimentar é um dos pilares para o tratamento da obesidade. Consulte um nutricionista para orientações individualizadas!

Por |2018-11-07T20:25:44-02:0003/10/2016|

Sobre o Autor: