A busca por uma hidratação adequada durante a prática esportiva é essencial para otimizar o desempenho e garantir a saúde do atleta. Neste contexto, os isotônicos surgem como aliados valiosos, especialmente em atividades físicas intensas e de longa duração. Nesta matéria, vamos explorar as informações fornecidas pela endocrinologista Priscilla Martins para entender quando, como e por que essas bebidas são benéficas.

Em que momento tomar isotônico

Os isotônicos desempenham um papel crucial na reposição de líquidos e eletrólitos perdidos durante treinos intensos ou prolongados. Atletas que se envolvem em atividades físicas com mais de uma hora de duração são os principais beneficiários, já que a desidratação está associada à queda no desempenho esportivo. Para aqueles que praticam exercícios leves ou moderados, ou são sedentários, a necessidade de consumir isotônicos é limitada.

Ingredientes e benefícios comparativos

Os isotônicos se destacam pela concentração de sódio semelhante à do sangue, promovendo uma hidratação rápida e eficaz. Compostos por carboidratos e sais minerais como sódio e potássio, essas bebidas oferecem uma fórmula ideal para a absorção adequada durante a atividade física. 

Escolhendo o isotônico adequado

A palavra-chave é “individualização”. A escolha do isotônico depende de fatores como facilidade de preparação, tempo e intensidade das atividades, e objetivos pessoais. Para atividades leves ou de curta duração, a hidratação com água ou água de coco pode ser suficiente, eliminando a necessidade de isotônicos.

Equívocos comuns

Um equívoco bastante comum sobre os isotônicos é a ideia de que são necessários para pessoas que não praticam exercícios intensos. Além disso, exagerar no consumo pode ser um desafio para quem está de olho na perda de peso, uma vez que essas bebidas são um tanto calóricas.

Quando usados inadequadamente, seja por excesso ou sem orientação, os isotônicos podem acarretar efeitos colaterais indesejados, como ganho de peso, aumento nos níveis de glicose no sangue, e interferências na pressão arterial e na função renal. Isso ressalta a importância de usufruir dessas bebidas de forma consciente e equilibrada.

Em resumo, os isotônicos desempenham um papel valioso na hidratação de atletas e pessoas fisicamente ativas, especialmente em contextos de treinos intensos e prolongados. No entanto, a individualização na escolha e o consumo consciente são fundamentais para evitar efeitos colaterais indesejados. Ao entender as situações ideais para o uso dessas bebidas, cada indivíduo pode otimizar sua performance e manter um equilíbrio saudável durante a prática esportiva.