*Por Haroldo Santana, Master Trainer Bodytech

Sabe aquela dor na coluna para a qual não existe posição confortável? Aquele desconforto que te impossibilita de realizar qualquer função, em casa ou no trabalho?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a dor na coluna afeta cerca de 80% da população em algum momento da vida e é a causa mais comum de incapacidade entre jovens e adultos.

No dia a dia, as pessoas reclamam frequentemente de dores nas costas e em muitos casos não sabem o que fazer para evitar tal incômodo e nem qual tratamento realizar para que ele não volte.

Será que os exercícios podem ajudar no tratamento?

Está bem esclarecida na literatura que, com exceção de casos graves e com indicações cirúrgicas, a inatividade física não é a melhor abordagem!

Inúmeras evidências científicas indicam que o exercício físico é excelente para recuperar a capacidade funcional perdida em decorrência de distúrbios na coluna (perda de força, flexibilidade e resistência cardiovascular), assim como também é extremamente seguro e, se for realizado de forma estruturada e individualizada, não oferece riscos ao indivíduo.

Não havendo contraindicações, o treinamento de força (musculação), os exercícios que fortaleçam a musculatura do core (músculos profundos e superficiais da região abdominal e paravertebral), o treinamento cardiorrespiratório e a flexibilidade são fundamentais na montagem do programa de treinamento.

Portanto, além de ser uma excelente ferramenta para o tratamento não farmacológico de distúrbios na coluna, a atividade física também ajuda na manutenção de uma boa postura.

É extremamente importante salientar que o indivíduo seja orientado por um profissional de educação física para que o desempenho não ofereça riscos à saúde.