Exercício físico é coisa de criança

//Exercício físico é coisa de criança

Exercício físico é coisa de criança

Brincadeira, diversão e estudos são coisas de criança. Mas e a atividade física? Claro que sim. A infância é uma fase muito importante e praticar exercícios só contribui para o desenvolvimento. Incentivar que as crianças estejam em constante movimento ajuda a ter um estilo de vida saudável, além de reduzir o risco de sedentarismo, obesidade e doenças relacionadas a esses fatores.

De acordo com Márcia Rodrigues de Salles Neta, instrutora de natação infantil e psicomotricidade da Bodytech Babies & Kids, atividades físicas influenciam diretamente na saúde mental, estimulam a socialização, superação de desafios e mobilização dos grupos musculares e memória neuromotora.

“De uma maneira geral, todas as atividades físicas podem ser praticadas na infância. Mas é importante adequá-las às fases e idades do desenvolvimento infantil. E o ideal é que a criança também tenha um acompanhamento pediátrico para ficar de olho nesse progresso”, afirma. 

Saúde em primeiro lugar desde pequeno

Não só como forma de gastar energia, a prática de exercícios físicos é fundamental para controle de peso, prevenção de doenças respiratórias, diabetes e hipertensão. As atividades em conjunto incentivam a interação entre crianças, o espírito de coletividade e a construção de laços, como reforça Patrícia Rezende, pediatra do Prontobaby.

“Nós não recomendamos atividades físicas pesadas, como musculação, para crianças. No caso de adolescentes, esses exercícios devem ser feitos sob supervisão de um profissional de educação física para prescrever o treinamento de acordo com a individualidade biológica. Vale frisar que a importância da supervisão de um profissional capacitado evita que o jovem tenha lesões da cartilagem causadas por traumas de repetição ou pela tração exagerada. Isso pode ocasionar inflamações conjuntas de ossos e cartilagens”, explica a pediatra.

Que tal sair um pouco da inércia para se exercitar?

Com crianças e adolescentes cada vez mais dependentes de telas, seja de celulares, computadores ou videogames, incentivar a prática de atividade física combate doenças físicas e mentais nessa fase e no futuro. 

Os exercícios físicos, tanto individuais, quanto em grupo, liberam hormônios necessários para a saúde mental. A endorfina provoca sensação de prazer, bem-estar, previne e trata quadros depressivos e de ansiedade. Além disso, a atividade física ajuda a dormir melhor, pois combate a insônia e estimula o corpo a produzir a serotonina. Ela funciona como um precursor da melatonina, que é o hormônio regulador do sono. 

Começar a cuidar da saúde desde a infância é um ganho importante na fase adulta. Criança ativa é um adulto que prioriza o corpo, a mente e ainda fica bem longe do sedentarismo. Que tal começar hoje uma brincadeira movimentada e divertida que pode virar a rotina de uma vida mais saudável? Bora lá!

Conheça 8 brincadeiras para fazer com as crianças e bebês em casa

Por |2020-11-23T11:33:06-03:0012/11/2020|