Muitas vezes deixamos de lado a qualidade do nosso sono por causa da rotina corrida e o estilo de vida atual. Porém, vários estudos científicos mostram que o sono adequado está diretamente associado ao sucesso na perda de peso e na redução da compulsão alimentar.

Isso é explicado pelo fato de que o encurtamento ou fracionamento do sono desequilibra nosso ciclo circadiano, que basicamente é a relação entre os hormônios cortisol e melatonina. Quando em equilíbrio, o cortisol é secretado no início da manhã e ao longo do dia para deixar a pessoa alerta e preparada para fazer as atividades do dia. Ao anoitecer, o nível desse hormônio começa a cair e, ao mesmo tempo, acontece um pico de melatonina, conhecido como hormônio do sono, justamente para preparar o corpo para dormir.

Alguns fatores estão relacionados à redução da secreção de melatonina, e consequentemente, ao desequilíbrio do ciclo circadiano, dentre eles se destacam: a exposição à luz (celular, televisão, computador) no período antes do sono, o trabalho noturno e uma dieta irregular.

A privação do sono, seja ela total ou parcial (estudos mostram que redução de 30 – 60 minutos já são suficientes para impactar negativamente no emagrecimento), está associada a um desequilíbrio hormonal, aumentando o consumo de calorias e alimentos ricos em açúcares, reduzindo o gasto energético, reduzindo a sensibilidade à insulina e aumentando o acúmulo de gorduras pelo tecido adiposo. Portanto, o sono tranquilo é tão importante quanto a dieta para quem busca emagrecer.