Dose de exercícios físicos melhora o desempenho sexual

//Dose de exercícios físicos melhora o desempenho sexual

Dose de exercícios físicos melhora o desempenho sexual

O desempenho sexual é sempre um tema que gera curiosidade e dúvidas. Quais fatores influenciam a qualidade da vida sexual? A rotina de exercícios pode interferir de alguma forma ou até ser substituída pelo sexo? Suor, movimento e gasto de energia: o treino e a prática sexual até têm pontos em comum, mas não estão no mesmo nível. 

Segundo Marcos Lucon, urologista da clínica Vivitá, o sexo — assim como qualquer atividade física — traz grandes benefícios, porém, dificilmente vai substituir à ida a academia. Para que se consiga um gasto calórico significativo na cama, as relações sexuais precisam ser constantes e com uma longa duração. Ou seja, somente a transa esporádica não será capaz de garantir benefícios próximos aos de uma rotina de treinos.

Por outro lado, a rotina da atividade física pode ser uma importante aliada na conquista de uma vida sexual mais feliz.  A vantagem não reflete só na perda de calorias, mas pode ajudar no bem-estar geral e, consequentemente, em uma melhora no desempenho sexual. De acordo com a ginecologista Fabiane Gama, ter uma alimentação equilibrada e fazer exercícios aumenta o condicionamento físico, diminui o estresse e favorece a autoestima. 

“Uma pessoa que está bem consigo mesma tem uma melhor relação com seu corpo e sente mais segurança para se entregar ao parceiro e curtir o momento, podendo até ter uma maior facilidade de chegar ao orgasmo. Além disso, a prática de atividade física ajuda a prevenir doenças psiquiátricas e evita o uso de medicação anti-depressiva, que pode interferir na libido do paciente”, explica. 

A médica indica ainda alguns exercícios específicos que a mulher pode praticar para aperfeiçoar o desempenho sexual. Movimentos que fortalecem o assoalho pélvico garantem tônus muscular vaginal. Assim, durante a penetração, a mulher assumirá o comando de contrair ou relaxar a musculatura, ditando o ritmo da relação, promovendo uma sensação prazerosa para o parceiro(a) e pra ela e melhorando a sensibilidade durante a penetração. Exercícios em prancha e agachamento também podem contribuir com uma melhora no desempenho.

Já para os homens, a boa notícia é a que os exercícios favorecem a produção de testosterona, um hormônio associado ao aumento de energia e libido. Isso porque a atividade física fortalece o sistema cardiovascular, reduz o peso e o índice de gordura corporal, fatores determinantes para o funcionamento deste hormônio. 

De acordo com uma pesquisa publicada no Urology Journal, homens que fazem exercício com regularidade conseguem manter a relação sexual por mais tempo, cerca de cinco minutos a mais, se comparados a homens sedentários. O estudo ainda afirma que a ejaculação precoce — quando um homem recorrentemente tem orgasmos antes do esperado durante a relação sexual — é mais comum entre homens que não se exercitam. 

Ainda assim, não é via de regra que todos vão ter benefícios em sua performance sexual com o aumento da testosterona. Existem homens com níveis de testosterona no limite ou inferior à normalidade e com a vida sexual plena. Isso vai depender de cada pessoa e de como o seu organismo reage. 

Atenção a um outro ponto importante: exercício físico em excesso pode comprometer seu desempenho sexual! O cansaço extremo pode levar a pessoa a dispensar qualquer outra atividade, como sexo, por conta do esgotamento. 

A satisfação sexual engloba diversos aspectos, mas é principalmente o resultado de uma combinação entre bem-estar físico e emocional. Por isso estabelecer uma rotina de exercícios é tão importante para encontrar felicidade na cama e fora dela também.

Por |2019-08-26T12:56:41-03:0020/08/2019|