Descubra como a corrida mudou a vida da Juliana

//Descubra como a corrida mudou a vida da Juliana

Descubra como a corrida mudou a vida da Juliana

“Comprei um par de tênis e fui correr sozinha pela primeira vez em volta do Maracanã”. Coragem e vontade de mudar às vezes são tudo que a gente precisa para dar aquele primeiro passo. Foi assim com a Juliana Martins, de 40 anos. Sempre rodeada da família e dos amigos, ela optou por uma jornada como corredora conscientemente solitária, porque não podia mais esperar por nada nem por ninguém. Há seis anos, a corrida é uma das suas grandes paixões, da qual ela não abre mais mão apesar da tripla jornada.

 Ainda em 2013, durante a gestação da sua segunda filha, a nossa coordenadora de Departamento Pessoal passou por um período depressivo. Problemas pessoais, volta ao trabalho depois da licença maternidade, adaptação do bebê e necessidade de reorganizar a rotina tiraram Juliana do seu eixo alto astral de sempre.  Foi com tratamento psicológico e muita coragem que ela foi retomando seu estado natural e um das viradas importantes para isso acontecer foi ter começado a correr.

“Eu comecei sozinha mesmo. Coloquei o tênis e fui correr em volta do Maracanã. Depois entrei no site e me inscrevi em uma corrida de rua. A sensação na chegada é de que você é capaz de fazer tudo que quiser.”

Apesar da paixão instantânea e dos importantes primeiros passos, Juliana sentia falta de mais condicionamento e regularidade. Só a corrida não era suficiente para deixar seu corpo do jeito que ela queria e nem dar o fortalecimento que ela precisava para as provas.

Em 2017, acima do peso que gostaria, a mãe de duas meninas decidiu transformar a rotina dela e da casa. A alimentação da família mudou e as besteiras não têm mais vez na geladeira. Ela ainda contratou uma personal trainer, a Lidiane Moraes, entrou na nutricionista, começou a fazer musculação, aulas de hidropower e corridas ao ar livre, e perdeu 18 quilos!

Parece mentira, mas Juliana acorda às 4h30 quase todos os dias, treina, trabalha, treina de novo, cuida e dá conta da rotina das duas filhas, em idades e fases de vida muito diferentes,  além de fazer todas as atividades de uma mulher adulta! Nem sempre tudo sai exatamente como ela planeja, mas sua principal motivação é não se permitir abrir mão do que a faz tão bem.

Eu sou uma pessoa mais feliz e autoconfiante. Coloco uma roupa e me sinto bem.  Eu achei que não ia conseguir conciliar a rotina de mãe, profissional e os treinos. Mas eu consegui!

Com algumas meias maratonas no currículo, Juliana se prepara para competir no fim do mês pela primeira vez longe de casa, em Buenos Aires, Argentina. Para o ano que vem, a missão é encarar 42km!

Por |2019-08-05T14:23:58-03:0005/08/2019|