Descubra cachoeiras incríveis que ficam a menos de duas horas do Rio

//Descubra cachoeiras incríveis que ficam a menos de duas horas do Rio

Descubra cachoeiras incríveis que ficam a menos de duas horas do Rio

O post desse mês é sobre um destino bem pertinho da cidade do Rio e repleto de opções de cachoeiras, trilhas e montanhas. Por não poder me ausentar por muito tempo do Rio, optei por conhecer as cachoeiras e trilhas da região de Guapimirim, também conhecida como a cidade do Dedo de Deus. A minha intenção inicial era conhecer o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), que é um dos maiores do Brasil em diversidade de trilhas. O Parnaso tem três sedes a de Guapimirim, a de Teresópolis e a de Petrópolis. Escolhi me hospedar em Guapimirim por ser uma cidade menor e bem pertinho do Rio, além disso, vi que ela era cheia de cachoeiras lindas ao redor da cidade.

Me hospedei na pousada Nascente Pequena e curti bastante. É uma pousada com um clima bem familiar, bastante árvore em volta e ótimo custo benefício com um excelente café da manhã. O quarto que fiquei era ótimo e tinha uma varandinha ensolarada e acordei todos os dias ouvindo o barulho de pássaros cantando, o que era exatamente o que eu estava procurando.

Na própria pousada me indicaram um guia local que foi megaatencioso e conhecia tudo sobre a região. Conversando com ele, fiquei louca para conhecer o Parnaso e fazer a travessia Petrópolis – Teresópolis, Pedra do Sino e etc. Mas percebi que para fazer essas trilhas eu teria que voltar com mais tempo. Então dessa vez acabei conhecendo as cachoeiras da região e tenho certeza que foi uma ótima decisão, porque elas são deslumbrantes e quase ninguém conhece.

O Paulo (nosso guia local) conhece tudo e nos levou para conhecer um complexo de cachoeiras que fica no município de Cachoeiras de Macacu, que é bem próximo de Guapimirim. Após dirigir uns 35km, paramos o carro em uma estrada de terra onde é o máximo que dava para chegar de carro e de lá seguimos em uma trilha por uns 45 minutos. Trilha leve e sem grandes dificuldades.

Primeiro, chegamos em um lindo poço de água cristalina, para baixo do poço fica a Cachoeira do Tenebroso e para cima dele se encontra a cachoeira da Terceira Dimensão. As duas são lindíssimas e aconselho visitá-las em dias diferentes. No primeiro dia, fomos na Terceira Dimensão e no outro, no Tenebroso. As duas batem sol na parte da manhã e possuem uma grande queda d’água com um poço de água cristalina ótimo para nadar. Eu amo cachoeiras! Me sinto de energia renovada quando vou em uma. Essas duas então são especiais! O mais legal de tudo é que é um lugar onde só os locais conhecem, então mesmo no final de semana não tinha ninguém. Foi perfeito para relaxar, meditar, nadar e se conectar com a natureza.

 

Pedra do Elefante

Pedra do Elefante

No dia seguinte, queríamos fazer uma trilha por alguma montanha com uma vista bem legal e de preferência que desse para ver o Dedo de Deus. O Paulo indicou a Pedra do Elefante por ser uma trilha rápida, mas com uma vista privilegiada da cadeia de montanhas da Serra dos Órgãos. A pedra do Elefante está localizada em Teresópolis, bem na divisa do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e o Parque Estadual dos Três Picos. Saindo de Guapimirim, dirigimos uns 15 minutos até o mirante do Soberbo, que fica praticamente na entrada de Teresópolis. Estacionamos o carro lá no mirante mesmo e andamos uns 300 metros beirando a rodovia sentido Friburgo até a entrada da trilha, que fica logo em frente à placa do Parque Estadual dos Três Picos.

A trilha, apesar de não ser longa, é bastante íngreme. São uns 30 minutos de subida até o mirante que fica a 1180 metros. O início dela é a parte mais pesada, depois vai dando uma aliviada. No meio da trilha, em algumas partes, é necessário usar uma corda para passar, mas nada muito complicado. Eu particularmente adoro esse tipo de trilha que é rápida, mas intensa. Por mais que seja difícil inicialmente, depois que esquento e pego o ritmo nem sinto mais nada! Provavelmente é a endorfina fazendo efeito rs.

Ao chegar no mirante, que é basicamente uma área limpa sem vegetação, dá para sentar e relaxar com uma vista sensacional da Serra dos Órgãos, Dedo de Deus, Escalavrado e Pedra do Sino. Uma dica é ir antes de 14h, nós chegamos no limite e apesar do dia estar lindo rapidamente as nuvens chegaram e tamparam toda a vista. Outra dica legal é almoçar no restaure Paraíso da Serra, que fica uns 2 minutos descendo a Serra sentido Rio de Janeiro. A comida é ótima e tem uma vista incrível. Definitivamente a região serrana do Rio de Janeiro tem muito ainda o que ser explorado e voltei louca querendo conhecer mais! Na próxima vez, quero conhecer o Parque Nacional da Serra dos Órgão (Parnaso) e fazer a travessia.

Contatos legais para quem quiser fazer esse roteiro ou algum outro pela região:

Pousada Nascente Pequena 

Guia local: Paulo 21969656557

Por |2018-11-22T18:32:06+00:0031/07/2018|

Sobre o Autor: