Se você é apaixonado pela culinária japonesa, mas está em uma jornada de cuidados com a alimentação, encontrar o equilíbrio entre desfrutar de uma refeição deliciosa e manter-se fiel aos seus objetivos de dieta pode parecer desafiador. A vasta gama de pratos oferecidos em um restaurante japonês, especialmente durante um rodízio, pode tentar até mesmo os mais determinados. No entanto, com as orientações certas e o conhecimento adequado, é possível fazer escolhas inteligentes que não só satisfarão seu paladar, mas também alinharão com suas metas de saúde e bem-estar. Com a ajuda do Dr. Alexandre Merheb, especialista em nutrição, apresentamos estratégias valiosas para desfrutar da comida japonesa sem comprometer sua dieta.

Explorando opções saudáveis

“Chegar em um restaurante japonês, especialmente aqueles com sistema de rodízio, com fome e deparar-se com uma variedade de pratos como crunchy, hot, skin e teriaky pode ser um desafio para quem está buscando emagrecer, já que muitos desses pratos contêm frituras e açúcares”, alerta o Dr. Merheb.

Entretanto, é possível desfrutar de um rodízio japonês de forma consciente e equilibrada. Segundo o nutrólogo, a chave está em focar nas escolhas certas, priorizando alimentos ricos em proteínas e evitando excessos de carboidratos. 

Equilíbrio é a chave

Encontrar o equilíbrio entre desfrutar de uma refeição saborosa e manter uma alimentação saudável é essencial, especialmente quando se trata da diversidade oferecida pela culinária japonesa. Com pratos que variam desde sashimis frescos até rolos de sushi elaborados, pode ser desafiador fazer escolhas que não comprometam seus objetivos de dieta e nutrição. No entanto, com a orientação certa, é possível aproveitar ao máximo uma experiência culinária japonesa sem se desviar do caminho. Aqui estão cinco dicas eficazes para fazer as melhores escolhas:

1. Aposte nos sashimis: opte por sashimis de salmão e atum, ricos em ômega-3 e com baixo teor calórico. Além disso, explore outras opções de proteínas como peixe, polvo, lula e camarão, preferencialmente grelhadas ou cozidas.

2. Evite o arroz: sushis, uramakis e hossomakis costumam conter arroz, o que pode contribuir para o consumo excessivo de carboidratos. Priorize os sashimis e preparações à base de legumes.

3. Freie no shoyu: o molho de soja é rico em sódio, podendo contribuir para problemas de pressão arterial e retenção de líquidos. Opte por versões light e experimente explorar outros temperos, como gengibre e raiz-forte.

4. Pule o cream cheese: evite opções que contenham cream cheese devido ao seu alto teor de gorduras e sódio.

5. Comece com missô: rico em nutrientes, o missô é uma excelente opção para iniciar sua refeição. Além de ser fonte de vitaminas do complexo B e minerais essenciais, possui propriedades antioxidantes.

Seguindo essas orientações, você pode desfrutar de uma refeição deliciosa em um restaurante japonês, mantendo o foco em sua saúde e bem-estar. Lembre-se sempre de fazer escolhas conscientes e equilibradas para alcançar seus objetivos de dieta e nutrição.