O chocolate é um dos doces mais populares que existe. Seu sabor é irresistível e sua textura cativa os paladares mais exigentes. No entanto, há muitos debates sobre se o consumo de chocolate é prejudicial à saúde ou se pode trazer benefícios. Bom, nesta matéria, vamos analisar os prós e contras do consumo de chocolate e descobrir se ele é realmente ruim para a saúde. 

Os benefícios do chocolate

Segundo Thalita Sanches de Brito, nutricionista da Clínica Dra. Maria Fernanda Barca, é importante destacar que nem todos os chocolates são feitos da mesma forma. O chocolate com alto teor de cacau (70% ou mais), tem sido associado a vários benefícios para a saúde. Estudos mostram que o consumo moderado de chocolate 70% – 100% pode ter efeitos positivos, como:

Antioxidantes: O cacau contém mais antioxidantes que a maioria dos alimentos. Entre eles a catequina, epicatequina e as procianidinas que participam do processo de eliminação das toxinas.  

Saúde cardiovascular: Alguns estudos sugerem que o chocolate amargo pode ajudar a melhorar a saúde do coração, reduzindo a pressão arterial e melhorando o fluxo sanguíneo.

Humor e bem-estar: O chocolate contém triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, conhecida como o “hormônio da felicidade”. A serotonina pode melhorar o humor e proporcionar uma sensação de bem-estar.

Aprendendo a consumir

Thalita explica que para obter uma dieta alimentar balanceada os chocolates mais indicados são o meio amargo e o ao leite. “O benefício do chocolate está no cacau, então quanto maior a porcentagem de cacau no chocolate, maiores serão os benefícios. Quanto mais amargo melhor.” explica a nutricionista. Ela ainda pontua que: “de 80 a 100% de cacau é o ideal, e que o chocolate branco por não ter cacau, não traz benefícios para a saúde”. Uma dica importante é consumir o chocolate meio amargo logo após uma refeição ou consumir nibs de cacau, que é o puro cacau, junto com uma fruta, como a banana, por exemplo.

Os possíveis impactos negativos 

Apesar dos benefícios mencionados, é importante ter cautela ao consumir chocolate no geral, pois certos aspectos podem ter impactos negativos na saúde:

Calorias e açúcar: O chocolate, principalmente o chocolate ao leite e o chocolate branco, tende a ser rico em calorias e açúcar. O consumo excessivo dessas variedades pode contribuir para o ganho de peso e problemas relacionados, como diabetes tipo 2.

Teor de gordura: O chocolate contém gorduras saturadas, que em excesso podem aumentar os níveis de colesterol e aumentar o risco de doenças cardíacas. É importante consumi-lo com moderação e preferir o chocolate 70% ou mais, que geralmente possui menor teor de gordura.

Sensibilidade e alergias: Algumas pessoas podem ser sensíveis ou alérgicas ao chocolate, o que pode levar a sintomas desconfortáveis, como dores de cabeça, problemas digestivos ou erupções cutâneas. Nesses casos, é necessário evitar o consumo de chocolate.

Se você é um amante de chocolate, escolher opções com alto teor de cacau e consumi-las com moderação é ótimo. Lembre-se de que é sempre recomendável consultar um profissional de saúde para obter orientação personalizada sobre a sua dieta. Com equilíbrio e bom senso, você pode desfrutar.