*Por Marcela Gonçalves, nutricionista consultora Bodytech Barra – Shopping Città (Rio de Janeiro)

Conhecida também como “Lipodistrofia Ginoide”, a tão temida celulite pode ser caracterizada como uma alteração estética na região cutânea superficial acompanhada de alterações no metabolismo hídrico, que, por sua vez, resulta em uma saturação do tecido conjuntivo.

Ela pode atingir qualquer parte do corpo, exceto as palmas das mãos, as plantas dos pés e o couro cabeludo. A porção superior das coxas, interna e externamente, é atingida com maior frequência, seguida da porção interna dos joelhos, da região abdominal, da região glútea e da porção superior dos braços, antero e posteriormente.

Apesar de ser uma alteração que tem vários fatores relacionados, sabe-se que cerca de 80% dos casos de celulite são causados por questões de hábitos de vida como o fumo, a má alimentação, o intestino preso e o sedentarismo. O restante, por predisposição genética e alterações hormonais.

Uma dieta rica em gorduras e carboidratos (açúcares refinados, alimentos gordurosos, chocolates e refrigerantes) ou mesmo o baixo consumo de água e o excessivo consumo de sal agravam o quadro circulatório, com aumento da resistência capilar. Abaixo algumas recomendações alimentares:

* Não adicionar muito sal durante a preparação dos alimentos ou quando prontos. Uma dica é não colocar o saleiro à mesa. Método de substituição para o sal no preparo dos alimentos: limão e ervas como orégano, salsa, alecrim, manjericão, açafrão etc.

* Incluir ou priorizar a ingestão de alimentos que agem amenizando esta a retenção hídrica, como o potássio, encontrado na linhaça, água de coco e tomate. Além de alguns alimentos que possuem capacidade diurética como: melancia, melão, limão, abacaxi, maracujá, agrião, alface, repolho, salsinha, tomate, broto de feijão, alcachofra, pepino, erva doce, coentro, berinjela e hortelã.

* Manter quantidades adequadas de cálcio e magnésio, encontrados principalmente nos leites e derivados, oleaginosas e animais marinhos, respectivamente, visando estabelecer o equilíbrio hetero iônico.

* Evitar alimentos ou preparações gordurosas, como feijoada, pizzas, molhos gordurosos, queijos amarelos, pães e bolachas recheados, biscoitos amanteigados, sorvetes.

* Consumir alimentos isentos de açúcar refinado, ou seja, pão integral, arroz integral, macarrão, batatas e frutas. Na vontade de comer um doce, preferir uma barra de cereais. Alimentos integrais são boas fontes de fibras, além de contribuir para a regulação do intestino, promovem uma maior saciedade, facilitando a perda de peso.

* As frutas podem e devem ser ingeridas, mas não em excesso. Prefira frutas cítricas e as mais ricas em água como laranja, mexerica, melão, abacaxi. Evitar abacate, caqui, uva e manga.

* Evitar o consumo exagerado do café, pois em excesso pode irritar a mucosa gástrica, além de ser vasoconstritor, ou seja, diminui o calibre das artérias, favorecendo a má circulação, contribuindo com isso para o surgimento da celulite.

* Preferir a ingestão de chás como: chá verde, hortelã, alecrim, cidreira e erva-doce sem açúcar, durante o dia. Estes chás têm ação desintoxicante, digestória, anti-inflamatória e calmante. Evite o excesso e o consumo perto das refeições para que não haja competição entre os componentes da planta e os nutrientes dos alimentos.

* Consumir fontes magras de proteína, como clara de ovo, aves, peixes e carnes vermelhas magras como lagarto, filé mignon. Substituir as frituras por preparações grelhadas, assadas ou cozidas.

* Evitar colocar muito óleo durante a preparação dos alimentos, experimente refogar carnes e verduras com requeijão light.

* Fazer várias refeições ao dia em pequenas porções, mastigar bem os alimentos, isto facilitará a digestão, seu apetite será menor, o organismo enviará menos reservas para os depósitos de gordura e irá aumentar a saciedade.

* Evitar o consumo de refrigerantes e bebidas alcoólicas, pois eles somente fornecem calorias não possuindo nenhum valor nutritivo (preferir sucos naturais ou água).

* Os alimentos menos calóricos e mais ricos em vitaminas, fibras e minerais são bem-vindos, pois são reguladores do processo de produção de energia, além de diminuir a absorção de gordura dos alimentos e controlar a regeneração de tecidos, mantendo a pele mais saudável e tonificada.

* Ingerir quantidade adequada de líquidos, principalmente a água, é muito importante, visto que tal constituinte auxilia amplamente na eliminação de toxinas, funcionando como um carregador. Deve-se ingerir no mínimo dois litros de água por dia para hidratar o corpo, sem contar com os ingeridos na atividade física.

Sendo assim, para prevenção e tratamento da celulite, é necessária uma alimentação balanceada e equilibrada, visando o aporte adequado de vitaminas e minerais necessários ao nosso organismo, e a prática regular de uma atividade física, visando não apenas fatores estéticos, como também uma melhor qualidade de vida.