Ano novo, treino novo: erros para não repetir em 2020

//Ano novo, treino novo: erros para não repetir em 2020

Ano novo, treino novo: erros para não repetir em 2020

Powered by Rock Convert

Estamos bem perto de deixar mais um ciclo para trás e entrar em um ano novinho em folha. Já pensou que essa pode ser a sua oportunidade de encarar seu treino de outra forma e tentar fazer diferente em 2020? Fizemos uma lista de 5 erros comuns que fazem as pessoas não verem sentido na academia e, consequentemente, desistirem de praticar exercício. Confira, se identifique e tente não repetir no ano que vem 😉

1 – Ir à academia não significa estar treinando

É bem comum as pessoas irem para academia, mas não seguirem a série que foi pensada pelo professor. Muita gente faz um exercício ou outro, conversa muito e vai embora da mesma forma que entrou: zero cansaço ou endorfina. De vez em quando, ir para encontrar os amigos e fazer um exercício levinho é muito bom! Mas se a sua expectativa é ter uma meta e alcançá-la, talvez valha repensar seu foco na série. Mas se sua vibe é ir para esfriar a cabeça e não pensar em metas, desconsidere e pule para o erro abaixo.

2 – Não pedir ajuda dos professores

É muito importante que você converse com os professores. Na sala de musculação, é comum ver alunos que não seguem a série que o professor prescreveu ou, por timidez ou preguicinha de mudar, não tiram dúvidas e ficam com o mesmo treino por muito tempo. Nosso corpo e cabeça precisam de diferentes estímulos e exercícios. Além da sua musculatura não responder tão bem com o mesmo treino durante muito tempo, uma hora, você vai acabar enjoando e desistindo. Peça conselhos e troque ideias com o professor sempre.

LEIA TAMBÉM:

É possível aprender a gostar de verduras e legumes?

3- Insistir em exercícios que não são a sua praia

Você tentou, topou fazer porque sua amiga insistiu, mas a sua experiência não foi boa naquela aula ou exercício. Então troque e experimente todas as outras disponíveis. Quando a gente gosta e cria boas memórias ligadas ao momento, fica bem mais fácil criar o hábito. Se você fica de mau humor antes de ir, algo está errado. Desista e tente outra coisa. Uma hora você vai encontrar uma atividade perfeita para seu ritmo, estilo de vida e perfil.

4 – Frutas, verduras e legumes? Nunca vi nem comi eu só ouço falar

Atividade e nutrição precisam caminhar juntas. E isso definitivamente não é só papo de personal trainer. Vários estudos mostram que quem consegue manter mais ou menos um equilíbrio entre os dois vive mais e melhor. Se dê a chance de experimentar várias vezes. O que não falta é fruta, verdura e legume para você ir provando aos poucos. Funciona de verdade reeducar o paladar. Hoje a abobrinha e o alface não são nem comida para você? Pode ser que isso mude se você experimentar várias vezes e de jeitos diferentes.

5 – Projeto com data para acabar

Encarar a atividade física ou a alimentação como um projeto com data para acabar e voltar para o que era antes assim que esse dia chegar não é a melhor maneira de mudar os hábitos. Exercício e alimentação são constantes e não precisam ser um sofrimento. Desafios de 30 e 60 dias são legais e podem ser um baita incentivo! Mas você não pode parar por aí. Até porque a cada vez que você volta aos velhos hábitos, a frustração e a sensação de que nunca você vai alcançar o equilíbrio aumentam muito. Com aconselhamento de um nutricionista focado em reeducação alimentar e de profissionais de educação física, vai ficar mais fácil encarar a mudança de estilo como algo natural. Ninguém está falando de privações e sofrimento, mas sim de enxergar a comida e a academia com bons olhos, como instrumentos pra melhorar sua saúde de verdade!

Por |2019-12-23T18:33:25-02:0023/12/2019|

Sobre o Autor: