10 mantras fitness para garantir melhores resultados no treino

//10 mantras fitness para garantir melhores resultados no treino

10 mantras fitness para garantir melhores resultados no treino

O primeiro de todos: não há uma regra que funcione para todos.

É fácil cair nos diversos mitos que surgem no mundo wellness e fitness: dietas milagrosas, treinos insanos e de resultados relâmpago, sem contar os estudos científicos conflitantes divulgados por aí. O australiano Ben Longley, personal trainer há 12 anos, e a mestre em nutrição e metabolismo pela UNIFESP, Tatyana Dall’Agnol, elegem os principais mandamentos do universo fitness.

1. Não existem atalhos, soluções ou pílulas mágicas quando o assunto é emagrecimento, saúde e fitness

É possível acelerar o processo, evitar erros e maximizar esforços, mas focando em métodos seguros, testados e comprovados. Dar o seu melhor e ter disciplina são os requisitos fundamentais para colocar qualquer tipo de mudança em prática. E mais: saber filtrar os conselhos que são mais efetivos para você, pois não existe uma regra geral para todos os indivíduos.

2. Balanças não são a maneira adequada de mensurar a perda de gordura

A balança não distingue se o peso corporal está relacionado à músculos ou gordura. Como explica Tatyana Dall’Agnol, é importante focar no ganho de massa magra mesmo quando o objetivo é emagrecer, já que o organismo precisa de mais energia para manter os músculos do que o tecido adiposo, resultando em maior queima calórica pelo metabolismo. E nenhuma balança te dirá isso.

3. Dor pós treino é comum, mas esse não é um marcador para de eficácia

A ausência de dor um dia depois de treinar não significa que ele foi “fraco” ou efetivo. Algumas pessoas tendem a não sentir nenhum incômodo, outras sim e trata-se da resposta inflamatória do organismo. A qualidade do movimento e a técnica biomecânica são mais importantes que a quantidade de peso ou repetições que você executa. Forçar os limites do corpo, treinar com má postura e sem técnica só levará a um resultado: lesões, que podem tornar-se crônicas com o passar do tempo.

4. É preciso dormir bem e ter (ao menos) um dia de descanso

A média geral, aceita por especialistas, é de que nós, humanos precisamos de ao menos 8 horas de sono por noite. Cada pessoa tem um relógio biológico único,mas, sem dúvida dormir bem vai afetar não só seu humor, como também hormônios que impactam a queima de gordura e o ganho de massa muscular. Quando, mesmo após uma boa noite de sono, precisar de energia extra, Tatyana recomenda ingerir alimentos como café, canela, gengibre e bebidas energéticas cerca de uma hora antes do treino. Além de componente fitoquímicos antioxidantes, que reduzem o processo inflamatório do organismo, estimulam a circulação sanguínea melhorando a chegada de oxigênio nos tecidos, facilitando o desempenho físico.

5. A recuperação pós treino é tão importante quanto os exercícios em si

Oito horas de sono, refeições saudáveis, redução do estresse e o descanso das atividades esportivas são fatores essenciais para ter os benefícios dos exercícios. Você não tem resultados pelo treino, e sim diante da recuperação adequada.

6. Você é aquilo que come

A alimentação tem impacto direto no bem-estar físico, na saúde e, por consequência, na performance esportiva. No entanto, “o que”, vale refletir como esses alimentos chegaram até seu prato. As frutas e vegetais estão livres de agrotóxicos? Os animais foram criados de forma cruel, presos em cubículos e sofreram crueldade no abate? Foram intoxicados com hormônios e antibióticos? Alimentação saudável tem tudo a ver com a origem dos alimentos.

7. Esqueça a ideia de que envelhecer automaticamente significa perder desempenho físico Ninguém vai viver para sempre, é fato. Porém, quanto mais tempo mantivermos hábitos nada saudáveis, mais o organismo será afetado ao longo dos anos. O problema não é sua idade. “O metabolismo desacelera a partir dos 35 anos. Para manter a vitalidade, incluir colágeno e alimentos fontes de proteína, in natura ou suplementos, é essencial para manter a massa muscular”, afirma Tatyana.

8. Resultados não surgem de forma linear

É importante seguir um plano alimentar e de treinamento desenvolvido por especialistas, para adequar os estímulos quando necessário. Mas, às vezes, os resultados não aparecerão por semanas e só resta a disciplina monótona de comer e treinar bem. Não desista! Quando menos esperar, você notará a diferença ao olhar no espelho.

9. Existem diversas variáveis para que o seu “nível fitness” seja como é

Algumas pessoas têm predisposição genética ao ganho de músculos e outras tendem a acumular gordura. Alguns começaram a se exercitar já adultos e estão “correndo atrás do prejuízo” e outras ainda mudaram os hábitos alimentares recentemente. Diante da diferenças biológicas e comportamentais que cada um carrega, é importante entender e aceitar seu corpo como ele é. Em meio a isso, buscar um físico mais definido, ganhar peso ou melhorar a agilidade acontecerá ao agir de acordo com os objetivos definidos, respeitando as diferenças e evitando comparações – e ainda assim, desafiando os próprios limites.

10. Exercitar-se é como escovar os dentes

Ninguém fica ansioso por ir escovar os dentes, mas sabemos que é necessário. Assim como você não escovaria os dentes por cinco dias em uma semana e na seguinte, apenas uma vez, a mesma lógica acontece com a atividade física – principalmente a musculação, que precisa ser realizada continuamente para notar os primeiros resultados. Simplesmente torne os exercícios parte da rotina.

Créditos das imagens:

1 Anderon Primo performs during a trainning session in Bauru, Brazil on May 15, 2018
2 Manpreet Singh performs during fitness with Manpreet Singh training session in Mumbai, India on February 10, 2018
3 Camille Leblanc-Bazinet works out at Crossfit Roots gym in Boulder, CO, USA, on 04 February, 2018.  

Por |2018-11-21T14:41:38+00:0002/10/2018|

Sobre o Autor: